Expocruzeiro…como tudo começou

O aipim é uma planta brasileira que já era cultivada pelos índios antes do descobrimento do Brasil.

Em Cruzeiro do Sul é um dos carros chefes da agricultura, sendo cultivado por cerca de 200 agricultores familiares numa área de mais de 350 hectares, o que garantiu ao município o titulo de maior fornecedor de aipim para a CEASA, no passado.

Presente no dia-a-dia dos agricultores ele serve de acompanhamento também para os churrascos de fim de semana e é o ingrediente básico para muitas  receitas doces e salgadas que podem ser apresentadas em ocasiões mais formais e grandes eventos.

A Emater/Ascar tem aperfeiçoado receitas tradicionais e criado várias outras utilizando o aipim como ingrediente, com o objetivo de incentivar o consumo e melhor aproveitar o potencial da planta como alimento.

Diante de toda essa importância, lideranças comunitárias resolveram homenagear a cultura e os agricultores responsáveis pela sua produção, criando a 1ª Expocruzeiro e Festa do Aipim, realizada em novembro de 2003.

O sucesso deste evento  garantiu a segunda edição em 2005 ambas realizadas na sede do Clube XV de novembro em São Gabriel. O grande público presente nas duas festas levou seus organizadores a buscarem mais espaço para melhor acolher os visitantes e expositores.

Sendo assim, a terceira edição da Expocruzeiro e Festa do Aipim foram realizadas no parque poliesportivo municipal, especialmente preparado para a ocasião.

Tendo em vista o grande consumo e a necessidade de produtos frescos, a feira passou para o mês de abril, logo após a colheita do aipim.

Diante disso e com o público recorde registrado na quinta e sexta-feira, a Expocruzeiro 2008 e 3ª festa do aipim tinham de tudo para ficar marcados na história

e…realmente ficaram. Mas pelo vendaval que na noite de sexta-feira destruíu o espaço da industria e comércio e o lonão de shows, tornando inviável a continuação da feira.

Mas como diz o ditado “ o que não mata fortalece” e com este espírito tentou-se concluir a feira no mesmo ano, o que não foi possível em função da Lei eleitoral.

Mas o sonho não acabou e a Expocruzeiro 2010 e 4º Festa do Aipim foi um sucesso, com uma média de180 expositores e um sucesso de público com mais de 30 mil pagantes.

Depois tivemos a 5ª Expocruzeiro & Festa do Aipim em 2012 e a 6ª edição do evento em 2014, mais uma vez com sucesso de público e expositores.

Agora, a nova diretoria pretende resgatar a origem da feira, que foi criada para comemorar o aniversário do município e mostrar a cultura local, realizando a próxima feira em novembro de 2019.